Aumentar as vendas através de comparadores de p...

Aumentar as vendas através de comparadores de preços

Aumentar as vendas através de comparadores de preços

Os portais de comparação de preços, também designados "comparadores de preços" tornaram-se populares entre os consumidores online, não apenas pelo facto de encontrarmos com facilidade os seus produtos nos motores de pesquisa, mas pela possibilidade de comparação de ofertas de vários comerciantes online. Em alturas de competição feroz, um canal de angariação de clientes a considerar. Neste artigo analisamos as vantagens dos comparadores de preços, o que diferencia os melhores e quais as boas práticas que os comerciantes devem aplicar.

 

Quais são as vantagens de colocar os seus produtos num comparador de preços

 

Mais visibilidade nos motores de pesquisa

Como já referido, as actualizações regulares, bem como a quantidade de conteúdos (produtos) existentes nos comparadores de preços aumentam a visibilidade nos motores de pesquisa e permitem um posicionamento favorável nas pesquisas. Normalmente, um motor de pesquisa lista um determinado produto proveniente de um comparador de preços antes do produto da própria loja online.

Ponto de partida para compras online

Os benefícios e a popularidade levam muitos potenciais clientes a iniciarem a pesquisa por produtos num comparador de preços. As ferramentas de pesquisa e filtros nas listagens de produtos facilitam a identificação do produto mais apropriado.

Clientes encontram lojas online que desconheciam

Os comparadores de preços constam o lugar da igualdade absoluta entre todas as lojas online, seja uma das grandes como a Worten, FNAC ou MediaMarkt, entre outras. Todas as lojas gozam da mesma visibilidade e mesmo a loja mais desconhecida poderá ser a escolha acertada. Porque a pesquisa assenta meramente no produto e no âmbito de lojas múltiplas.

Confiança nas avaliações doutros clientes

Com o aparecimento da Web 2.0, e já lá vão uns anos, a Web deu voz aos utilizadores, algo estranho até à data, em particular para empresas. A relevância e impacto deste novo conceito foi bem ilustrado através do caso polémico de Ensitel em Dezembro de 2010, que avançou com uma acção judicial contra uma cibernauta que se queixou da empresa no seu blogue, gerando posteriormente acesas discussões em redes sociais como o Twitter ou o Facebook. Ler na revista SOL A Ensitel retirou o processo contra blogger.

Um facto é que os utilizadores finais apreciam e confiam nas avaliações doutros clientes.

 

 

O que identifica um bom comparador de preços

 

Preços sincronizados no comparador e na loja

Em primeira instância, os preços expostos de um determinado produto devem ser idênticos no comparador de preços e na loja online, onde o produto é vendido. A existência de mecanismos de actualização automática evita conflitos com clientes que se sentem fraudados. O mesmo mecanismo assegura igualmente que apenas os produtos disponíveis na loja online sejam visíveis no comparador de preços. Alguns portais, que não possuem este automatismo, mostram a data da última actualização, o que deixa o cliente final igualmente frustrado ao perceber que o produto tão desejado já não está à venda ou por um preço superior.

Boa navegabilidade

Através de uma estrutura lógica das categorias, o cliente deverá conseguir uma navegação fácil e intuitiva. A utilização de pesquisas e filtros por marca e outras características do produto permitem aos visitantes encontrar o produto mais adequado às suas necessidades.

Muito mais do que bons preços

O comparador de preços deverá incorporar a vertente de guia de compras. O relacionamento entre produtos semelhantes, artigos de opinião sobre produtos, bem como avaliações de produtos por outros clientes aumentam a credibilidade e confiança nos produtos.

 

 

Boas práticas

 

Mostrar o preço verdadeiro

A exportação automática de produtos da sua loja para os comparadores de preços assegura, desde já, que o preço em ambos os sítios seja idêntico. Caso a sua loja ou o seu comparador de preços não suporte uma sincronização automática, tenha uma atenção especial quando proceder à actualização de preços.

Mostrar o produto verdadeiro

Quem não quer que o seu produto não apareça no top dos preços mais baixos? Para conseguir tal, já chegaram aos tribunais alguns comerciantes com intenções fraudulentas e uma imaginação bem fértil (maléfica).

Anunciar referência produto de topo de gama com o respectivo preço (e não o mais baixo da gama)

Se vender um produto que existe em diversas variações, por exemplo um televisor LCD cujo preço varia consoante o tamanho, coloque por cada tamanho o respectivo preço, em vez de aplicar o preço do LCD mais pequeno. Mesmo com uma cláusula do género "desde 399 €" movimenta-se além da margem da lei. Para marcar a diferença perante a sua concorrência, identifique e ostenta o que os seus clientes apreciam a nível de serviços ou das suas competências.

Anunciar o produto e não um acessório dele

Os utilizadores de Web continuam a optar pelo comércio electrónico por tempo reduzido para efectuar uma compra. Alguns dos mais acelerados apenas verificam a referência do produto e o preço, o que os torna mais vulneráveis perante enganos ou práticas de fraude.

Não deverá induzir esses e outros compradores no erro de comprarem o produto pelo preço fantástico se na realidade publicou apenas um acessórios desse produto. Por exemplo, se vender uma escova eléctrica por 99 €, deverá colocar no comparador de preço o aparelho por 99 €, e não o das escovas suplementares por 19,99 €, nem a referência da escova eléctrica.

 

Saber mais


Mostrar por página
Ordenado por

Para usufruir de colocação de produtos num dos comparadores de preços mais populares, simplesmente efectue a encomenda do serviço de activação. A utilização da funcionalidade durante o primeiro mês é gratuita.

25,00 € *
Para asseguramos que a sua loja epages acompanhe sempre as evoluções do Precos.pt, aplica-se uma manutenção de 1 € / mês (+IVA) à esta funcionalidade.
1,00 € / mês (meses) *
*
+ IVA